Compartilhe

Veja como portadores de diabetes podem controlar a imunidade

Se cuidar da saúde é obrigação em condições normais ao portador de diabetes, com a Covid-19 isso se torna ainda mais imprescindível.
Alimentação saudável, exercícios físicos e controle do estresse estão entre os itens mais importantes da lista de boas práticas para quem quer se manter bem.
Veja, a partir de agora, o que você pode fazer tendo em vista aumentar sua proteção, ou seja, a imunidade em relação a qualquer doença.

Alimentação correta é caminho seguro para manter a saúde

Controlar a imunidade do portador de diabetes é ainda mais importante em época de coronavírus. Veja como agir e se alimentar para proteger a própria saúde.
A Covid-19 despertou uma preocupação como jamais vista antes em relação ao tipo de alimento que se consome.
Mesmo que não haja nenhuma estratégia nutricional ou suplemento alimentar capaz de evitar a contaminação do coronavírus, é possível elaborar um cardápio para deixar a imunidade alta.
Estudos mais recentes reforçam a tese de que é preciso manter a dieta saudável e praticar exercícios para se permanecer bem
Tal recomendação ajuda muito, tanto na recuperação, quanto no tratamento de várias infeções.
Quem tem diabetes possui ainda mais um benefício, que se trata do melhor controle do índice glicêmico. Mas portadores de outras doenças, como hipertensão arterial, hipercolesterolemia e obesidade, por exemplo, ficam mais protegidos ao seguirem um cardápio bem balanceado.
O portador de diabetes consegue manter o bom controle do seu índice glicêmico se ficar atento ao que come. Veja quais nutrientes melhoram a defesa, ou seja, a imunidade do seu organismo.

● Ferro
● Zinco
● Selênio
● Proteínas
● Vitaminas D, C, E e A
● Vitaminas do complexo B.

Os itens dessa lista têm ganhado atenção especial porque não apenas aumentam a produção das células de defesa, mas também ajudam na ação que elas exercem no organismo.
Quanto ao uso de suplementos alimentares, ele deve ser feito só depois de uma avaliação nutricional individualizada e se houver necessidade. De forma geral, não são indicados.
A Covid-19 não pode ser evitada por meio da boa alimentação. Mas isso não é motivo para que você deixe de fazer suas refeições da melhor forma possível.
Elas vão lhe deixar mais saudável e com a imunidade alta. E isso já faz muita diferença hoje em dia.

Mantenha esses alimentos sempre na sua lista de compras

A melhor alternativa para comer bem é se concentrar nos “alimentos de verdade”.
Um bom exemplo está na vitamina C, que você pode chegar com muita facilidade à quantidade mínima recomendada por dia. Basta consumir duas laranjas e usar um limão para temperar a salada e sua meta estará cumprida.
Há outros alimentos que são muito importantes no cardápio. Anote aí:

● Ovos
● Leite
● Frutas
● Carne magra
● Queijo magro
● Cereal integral
● Vegetais de cor escura
● Farelo de aveia
● Linhaça
● Amaranto
● Castanhas
● Leguminosas (feijão, ervilha, lentilha e grão de bico)

Ninguém pode se esquecer da importância de manter uma boa hidratação. Ela auxilia no funcionamento do intestino.
Isso é primordial para a manutenção da saúde porque esse órgão é o responsável por toda a absorção que o organismo faz dos nutrientes que estão nos alimentos.
Além disso, a hidratação facilita a produção de hormônios. Quer outra dica? Aí vai.
Consuma prebióticos e probióticos com o objetivo de equilibrar a flora que fortalece toda a microbiata intestinal. Essas bactérias do bem estão presentes no iogurte, no kombuchá e no kefir.
Tais suplementos podem ser usados em algumas ocasiões e comprados em pó ou cápsula. Mas atenção: seu consumo deve ter como base na prescrição do médico ou nutricionista.
Para encerrar, há outras atitudes importantes na manutenção da saúde. A prática regular de exercícios físicos, a boa qualidade do sono e o controle do estresse devem fazer parte da lição de casa diária de todo portador de diabetes.
Mesmo não havendo forma de evitar a Covid-19 por meio dos hábitos saudáveis, eles garantem qualidade de vida e ainda reforçam a imunidade. Lembre-se disso e cuidado.

Juliana Oliveira
Nutricionista clínica e esportiva

Os comentários estão encerrados.